5 fev 2020
por Redação Brain 1.054 views 0

Saiba o que é o framework Scrum!

Em 2001, um grupo de desenvolvedores decidiram se unir e transformar o modo de trabalhar e entregar seus projetos de desenvolvimento, assinando assim o Manifesto Ágil. Esse novo modelo de trabalho foi pautado em quatro principais pilares, que norteiam as metodologias que surgiram ao longo do tempo:

 

– Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas;

– Software em funcionamento mais que documentação abrangente;

– Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos;

– Responder a mudanças mais que seguir um plano.

 

Não ficando apenas para os times de desenvolvimento, o Agile se expandiu e se adaptou para as diversas áreas, como o RH Ágil, se mostrando importante para que as empresas mudem seu mindset e trabalhem com mais agilidade e inovação. Aqui no Brain, trabalhamos com o framework Scrum, e atualmente temos vários squads divididos em 3 tribos: Digital e OTT, em Uberlândia e São Paulo, e a Tribo do Porto em nosso escritório de Recife. Este framework conta com diversas cerimônias e termos que podem gerar confusão, mas hoje vamos desmistificar eles. Acompanhe!

 

Leia também: Inovação e criatividade dentro da empresa: como trabalhar

Antes de tudo, vamos entender o que é o Scrum

Dentro do Manifesto Ágil vamos destacar o framework Scrum, que surgiu pela primeira vez em um artigo publicado por Hirotaka Takeuchi e Ikujiro Nonaka, em 1986, na Harvard Business Review. O nome Scrum tem origem do movimento do esporte Rugby, em que os jogadores do time entrelaçam os braços e tentam avançar juntos sobre o campo adversário. É desse movimento que vem a essência do framework: a equipe unida realiza esforços para fazer as entregas fragmentadas do produto desenvolvido.

O Scrum é conjunto de boas práticas utilizado para desenvolvimento de produtos complexos e adaptáveis. Utiliza uma abordagem iterativa e incremental entregando valor com frequência e reduzindo riscos. 

 

Pilares e Valores do Scrum

Para quem deseja trabalhar com Scrum é necessário que os valores abaixo estejam inseridos no ambiente corporativo e ligado ao comportamento, cultura e rotina dos times:

 

Valores:

  • Coragem: o time precisa ter coragem para fazer a coisa certa e trabalhar sincronizado removendo impedimentos e buscando soluções;
  • Foco: o time precisa focar na meta planejada para a Sprint (período de trabalho de 01 a 04 semanas);
  • Comprometimento: cada integrante do time se compromete com o trabalho que se responsabilizou em fazer, não abandonando o trabalho pela metade ou entregando sem qualidade;
  • Respeito: respeitar uns aos outros é o primeiro passo para manter a colaboração, a integração e bom ambiente de trabalho;
  • Abertura: o time tem a liberdade expor as ideias e propostas mesmo que elas não sejam aproveitadas. É promovido sempre momentos de debates, discussões, ouvir opiniões e sugestões para gerar novas práticas.

 

Pilares:

  • Transparência: os processos devem estar visíveis para todos os membros favorecendo o alinhamento e o acompanhamento de todas as atividades;
  • Inspeção:  o progresso do desenvolvimento das atividades devem ser inspecionados diariamente por todo time, verificado possíveis desvios indesejáveis;
  • Adaptação: o Scrum incentiva a adaptação a mudanças no lugar de tentar evitá-las. Se é identificado algo fora do esperado, o ajuste deve ser feito o mais rápido possível para reduzir a possibilidade de mais erros.

 

Como falamos acima, o framework Scrum é uma poderosa ferramenta para quem deseja trabalhar com métodos ágeis, pois é guiada por valores e pilares que corroboram para que tudo funcione como deveria.

Fique ligado que no próximo post, iremos trazer para você o que é Sprint, como funciona os capítulos dentro do Brain e muito mais. 

Nos acompanhe nas redes sociais e saiba tudo que acontece no Brain!

 

Instagram: @brain.innovation

Facebook: Inovação Brain

Linkedin: Brain – Centro de Inovação em Negócios Digitais

9 comments_number 0 comments_number 4 meses atrás